quinta-feira, 22 de maio de 2014

Ser Musico e difundir a Musica é uma tarefa muito difícil

Ontem no MESC dois artistas no faról(uma forma de ganhar algum) falavam falavam de ganhar o teu, com malabares, soltando fogo pela boca, fizeram seu show particular...
Até comentarem no que eu mais entendo, a música.
Nada de preconceitos ou disseminar um conceito previamente , não entro em detalhes que até a Diretoria da Cultura se acha Expert no assunto...

Um texto me chamou a atenção e tomara que pessoas o vejam e reflitam...


No sax meu avô , que pode ter sido a alavanca  para eu estar hoje com um sax


Claro que existem muitos ideais na cabeça de cada um, e valorizamos mais ou menos aquilo que aprendemos, que vivenciamos. Não somos capazes de ter uma opinião fundamentada sobre tudo, embora cada campo do saber procure abarcar tudo dentro de seus discursos e assim expor seus argumentos. Se alguém falasse que o som, ou a música, tem implicações políticas e sociais super importantes, ou que é pelo som que apreendemos o mundo, logo alguém iria contra argumentar: temos outros sentidos e isso é coisa de músico!.Não dá para não concordar com os administradores sobre que a escola deveria ensinar um pouco de direito, economia, administração, a música na verdade é um contato pouco racional que estabelecemos com o mundo, o som só é racional dentro de sistemas "superados", ou socialmente divulgados como mercadoria, mas nesse caso nem precisaria falar, a educação musical poderia pelo menos superar o padrão "American idol" onde as pessoas são levadas a crer que música é só para talentosos, enquanto isso foi quebrado no ínicio do século passado, a própria escrita verbal já foi vista como coisa para poucos talentosos...




Marcelo Toste 

Marcelo Toste é um baita violinista, um talento inesgotável. É um dos moradores de São Bernardo de muita musicalidade e, fico feliz em conhecer muitos como Marcelo Toste

Nenhum comentário:

Postar um comentário