quinta-feira, 2 de maio de 2013

Corporação Filarmônica Maestro Pedro Salgado (Bandinha do Ferrazópolis)



A Corporação Filarmonica Maestro Pedro Salgado foi fundada em 2 de maio de 1977. Na sua Formação houve a incorporação da antiga Banda Marcial Infantil existente no Bairro e a doação de 20 instrumentos musicais e a cessão de um instrutor pela prefeitura do Município de São Bernardo do Campo.
A Corporação compõe-se de 36 elementos e a regência está a cargo do Maestro Cícero Dantas. Além de participar em concursos a Corporação faz apresentações tanto em São Bernardo como nos municípios vizinhos.
Componentes :
Concurso de Bandas e Fanfarras de Monte Mor 1983


Não houve pessoa tão profissional quanto o Maestro Cicero Dantas, pois além ir contra tudo e contra todos, nunca se envergou diante da falta de vontade política. Um Maestro para ser lembrado como o construtor de caráteres. Sem dúvida o responsável por uma geração de boas pessoas.  


1ª foto com a unica túnica, antes de ir para o Distrito Federal

Prato Comemorativo que até então eu tenho


No total de 25 componentes


O blog: A Bandinha sempre tocava em comemorações do Bairro do Ferrazópolis. Sua sede inicial foi na Associação Comunitária de Amigos do Bairro Ferrazópolis, onde ficou até 1984. Em 1983 o Prefeito Tito Costa nos dá a incumbência de representar São Bernardo do Campo em Brasília, no dia da Independência do Brasil, de São Bernardo apenas nós fomos.
Sabendo disso, as mães que acreditavam que a bandinha é de fato a melhor coisa para um jovem, fizeram a primeira Túnica que essa banda já teve em todo o trajeto, Aureni de Andrade Faggi, Dona Tinita (Mãe de Flavio Mathias Martins Jr) e a Mãe do Irineu compraram tecidos e elas como costureiras, fizeram a banda brilhar no Destrito Federal.
Com esse mesmo enfardamento, fizeram outras apresentações, como em Monte Mor, Cotia, Itu, Mairiporã, Matão.
Chegando em São Bernardo do Campo, a banda foi homenageada pelo então prefeito Tito Costa e a câmara de vereadores, Mozart Faggi foi chamado para uma conversa em particular onde resultou, com a presença da sua mãe, uma doação de uma bolsa de estudos parcial para a Fundação das Artes de São Caetano do Sul.

Quanto ao ponto de vista profissional e musical, podemos citar  que Marcelo Lopes(trumpet) foi um dos primeiros músicos Sambernadense Juvenil a tocar na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Uziel Clarinetista, toca até hoje na Banda Sinfônica Municipal de São Bernardo do Campo(até quando existir) dá aulas no Projeto Guri, é um grande instrumentista. Mozart Faggi, tocou na Banda Sinfônica de Ribeirão Pires(sax barítono) tocou na Big Band de Jazz da Fundação das Artes de São Caetano do Sul(sax tenor e barítono), Em diversos outras bandas de eventos como Raiz do Som(sax tenor e alto), Uns e Outros, The Teacher’s Band.
Em 2001 estudou para ser instrutor de fanfarras com o professor Walter Sky, onde imediatamente procurou uma escola que tivesse vontade de usar os instrumentos, sim, pois os instrumentos estão lá, as vezes parado o que é um pecado!
Mozart Faggi ,dono desse blog, viu salas repletas de instrumentais dentro de uma sala, jogada junto com cadeiras de escola, um pecado ter tanto que poderia ajudar alguém e ninguém para tirar aqueles instrumentos, mofando, apodrecendo...
Desde esta época, eu virei movimento, pela revolta e o descaso que ainda nas épocas de hoje(2013), fazem presente...
Augusto Dantas também fez Fundação das Artes de SCS, participou da Big Band de Jazz da Fundação das Artes e da Nova Corporação Filarmônica Maestro  Carlos Gomes
   

5 comentários:

  1. Já fui membro dessa banda, só saudades...Cicero Dantas é um grande homem, sinto honrado dele ter feito parte da minha infância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos pessoas de sorte Genilson... participe do blogue e, chame pessoas para participar, aqui eu só falo de cultura

      Excluir
  2. Seu relato sobre a história de nossa Banda e nosso Maestro me emocionou muito, fui Clarinetista durante maravilhosos 6 anos da minha juventude, fui muito feliz e sou muito orgulhoso por isso, infelizmente meu filho não teve a mesma chance que eu.

    Ainda fizemos apresentações juntos, ainda me lembro, na época você tocava Tuba. (rsrsrs)

    Bons Tempos! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre fui saxofonista tenor, em 2003 a Tuba estava lá ainda, mas foi fechado para reformas. Tinha os instrumentos, mas foram doados para um projeto que não foi para frente... Maestro Cicero Dantas, Maestro Romilson, estavam reunindo os intrumentais da Rudge Ramos mais os do Ferrazópolis e o que tinha na Dr Baeta Neves para formar 1 Banda Mirim de 60 alunos( muito na visão de especialistas) e também para os da Banda Jovem 30 alunos .... contabiliza mais ou menos 90 instrumentos... cadê os instrumentos?

      Excluir
  3. Caro Mozart, também toquei em Brasília, como queria ver mais fotos, sou o Tóddy toquei caixa, junto com o Dudé.

    ResponderExcluir