Pular para o conteúdo principal

Parque Salvador Arena, um show de viola caipira com João Paulo Amaral


Não é necessário dizer que o dia 29 foi marcado com muitas atividades culturais e esportivas, devido a ecopedalada que houve. Fiquei dividido, porém o destino quebrou minha bike e sem um transporte rápido, como a bicicleta é, tive que emendar os eventos do CLM e outro no Parque Salvador Arena.
Show na Praça Salvador Arena


João Paulo Amaral Trio deu um show na acústica que o Parque proporcionava, Leandro de Abreu estava por lá, foi ele quem trouxe este magnífico show para São Bernardo, é claro que vivenciei este momento, não peguei por inteiro, lamentei muito por isso, mas o CLM é a parte que mais necessitava de incentivo deste blog. Mas eu fui e João Paulo Amaral  Trio arrasaram, show para ninguém botar defeito, aliás, show de fazer elogios e pedir mais um toda vez que terminasse a ultima.
Não quero ser um blog que diz as notícias depois que aconteceu, assim como o site da prefeitura faz, hoje foi, e tals ( eles não divulgam, parece até que não querem ninguém lá?) ficamos sabendo só depois que houve algo que é interessante para você no momento e acabou ficando no "seria". Tentei avisar o máximo de pessoas.
a arquibancada da Praça Salvador Arena
Como sempre, quem sobe no palco do Salvador Arena, tem que dar show e este foi o momento do improviso do Batera(Rodrigo Digão Braz Santos) Sambernadense

Leandro de Abreu é o Maestro da orquestra de violas de SBC, ele fez muito pela cidade tirando pessoas das ruas e fazendo aprender um instrumento, as mesmas coisas eu fiz, Gilberto já fez, Walter Sky.... o único que não é filho das bandinhas é o Leandro, mas quem está com ele na orquestra eu garanto estar bem.
Ao Neto eu digo, se você verificar, estamos por toda parte, nós das bandinhas e pude observar hoje encontrando um amigo na Praça Salvador Arena, velhos, não agüentamos mais ouvir um “Legal, vamos fazer!!! Com entusiasmo até parece que vai dar certo... mas ficamos as vezes desapontados.
Bom, agora quero que veicule mais informações ao povo. Se a Secretaria de Trânsito, da Educação, Esportes esquecem que os outros precisam saber das atividades que hão por vir, é problema deles... nós somos a cultura, o maior e melhor distribuidor de atividades, estamos incluso na saúde, habitação, trânsito, segurança e até em movimentos...
No evento na Praça Salvador Arena, o violeiro era nada mais e nada menos que” Alberto Luccas(baixo acústico) e João Paulo Amaral ( as cordas caipiras da Viola) Rodrigo Digão Braz Santos(baterista que é fera)... como tudo que é bom, devemos elogiar a atitude da Secretaria da Cultura, Neto de Oliveira e ao Prefeito Luiz Marinho, mas isso não teria uma luz se quer se não fosse Leandro de Abreu, essa é a verdade.

Os Musicos do: Trio Alberto Luccas (Baixo Acústico) João Paulo Amaral(Viola Caipira) Rodrigo Digão Braz Santos(Baterista)

Comentários

  1. Olá Mozart. Aqui quem fala é Rodrigo Digão Braz (Baterista que tocou com o Violeiro João Paulo Amaral, no Salvador Arena, dia 29). Obrigado pelas palavras e que bom que o show foi do seu agrado, ficamos felizes por isso! Só queria fazer algumas colocações quanto aos nomes e funções dos músicos participantes desse espetáculo do último dia 29:"Show no Parque Salvador Arena, um show de viola caipira com Alberto Luccas", o violeiro é João Paulo Amaral, Alberto Luccas é o baixista acústico. Nessa outra frase, só faltou o nome do João Paulo Amaral. O que deu pra entender era que vc iria citar o João e acompanhado por Rodrigo Digão Braz dos Santos(bateria) e Alberto Luccas( baixo acústico) é isso? "No evento na Praça Salvador Arena, o violeiro era nada mais e nada menos que Alberto Luccas e Rodrigo Digão Braz Santos..." Seja como for, agradecemos o prestígio, fico feliz por tudo isso (eu que sou cidadão São Bernardense) e esperamos contar com eventos desse quilate. Forte abraço e até

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa Digão, desacostumado de ouvir tanta coisa linda acabei trocando os nomes, no entanto eu corrigi, ufffa! É que sou músico e não um redator, mas adoro falar de musica, adoro fincar cada vez mais essa espada no peito, mesmo que não me leve a nenhum lugar, ou não ganhe nada com isso, mas o que eu escrever, ficará a disposição de todos que também estão desacostumados(bem mais que eu) FOI UM SHOW PARA NINGUÉM BOTAR DEFEITO, a não ser a chuvinha na hora da saída, mas estamos em SBC rs... Abraços Fraternos amigo...

      Excluir
  2. Imagina Mozart! Ficou é muito grato pela prestação,prontidão, disposição e palavras escritas aqui nesse belo texto. Um forte abraço desse, agora um pouco distante de "casa" mas que luta e muito para fazer o melhor, em termos de cultura, na terra da Batata (assim era conhecida nossa linda São Bernardo do Campo). Nos falamos e obrigado, mais uma vez, por tudo! Abração e na esperança de nos cruzarmos novamente e, se possível, fazendo um som! Até
    Rodrigo Digão Braz

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Mirim da EEPG Dr Baeta Neves, Medalha de Ouro do Mérito Juvenil

A BandaMirim Baeta Neves foi formada em 1963 por iniciativa da então diretora da EEPG “ Dr. Baeta Neves” , Sra Antonia Ortega de Abreu, que viu a possibilidade de aproveitamento do entusiasmo que a musica desperta normalmente nas crianças , canalizar o interesse dos escolares, retirando-as da rua, dando-lhes oportunidade oportunidade de aprimoramento de sua educação. Foram selecionados crianças do corpo discente do estabelecimento, crianças de idades variáveis entre 8 à 12 anos.
A Bandinha, como era chamada carinhosamente, teve o apoio da Municipalidade, na pessoa do prefeito Lauro Gomes de Almeida, que contratou o Maestro Irineu Negri Garcia, Maestro naquela época da “Corporação São José” , fornecendo fardamento, instrumental e incentivo a todo corpo docente daquele estabelecimento onde até esta data está sediada. Logo após a primeira apresentação em 5 de outubro de 1963, tornou-se conhecida, devido ao enorme sucesso alcançado e inúmeros convites de cidades vizinhas começaram a surg…

As fronteiras do Jazz, do Blues... quem veio primeiro?

As fronteiras do Jazz, do Blues, do suingue .... O Jazz era coisa fina, com material de primeira, mas nasceu da mesma forma que o Blues, entre pancadas de trabalhadores em linhas de trens, na força aplicada fazia-se um som e no ritmo saia uma forma de musica entre dores, o vento, o sol, a chuva e algumas palavras e musicas nativas dos escravos. Em um certo momento alguém(ingleses) com sensibilidade ouviu e disse yeé , isso dá Jazz. Quem aplica uma seção de Jazz nas veias, ficará viciado pelo resto da sua vida. Mas tocar Blues é complicado? Poxa amigo, se é complicado eu não sei, apenas digo que para ter um Session Blues basta ter alguns músicos, se faltar um baixista, por exemplo, pegaremos outro para fazermos o que chamamos no Brasil para o samba, pagode...Blues de mesa? rs quem sabe? e o melhor, são apenas 3 acordes(se vira com eles) Algumas coisas ditas em músicas Brasileiras como”Todo artista deve ir aonde o povo está” os Bluseirossentavam só com seu violão, logo aparece um vocal…

Beco Da Horta do Rudge Ramos ... conheça vc também!

A Horta do Beco do Rudge Ramos já existe há algum tempo, porém nem o inverno tirou o brilho e continua chamando pessoas de tantos lugares que nem sei mais como dizer...

Artes em pintura, Grafite, Cultura de plantas, muitas são exóticas e também musica, teatro ao vivo com um toque de festa, uma cerveja. São os amigos das artes.


como tudo começou


O começo de um lugar de maravilhas 



Colocando as plantas com o Graffit 


ECODAN aparece para dar conselhos úteis com o Alexandre Fraga 


Em breve um novo encontro, de muita cultura, arte, muitas pessoas envolvidas com esse projeto. Ciclistas , tá certo que o Beco do Batman é legal, não duvido, mas vocês conhecem a Horta do Beco na sua cidade de SBC?... fica no Rudge Ramos, apareçam no próximo encontro!
Enquanto isso, esperamos que curtam o Blogge pois só trás cultura!