terça-feira, 23 de abril de 2013

Funarte diz que cultura musical terá uma abordagem melhor(todo ano a mesma coisa)

O presidente da Funarte, Antonio Grassi, recebeu, na segunda-feira (8/4), representantes de entidades civis da área da música para avaliar e discutir a proposta de realização do Seminário Nacional da Música, em novembro. A reunião, solicitada pelo Fórum Nacional de Música, contou também com a participação de integrantes do Colegiado Setorial de Música, das Cooperativas de Músicos de Minas Gerais e São Paulo e do Sindicato de Músicos do Rio de Janeiro.
O objetivo do Seminário Nacional de Música é debater questões como a revisão da regulamentação da profissão de músico, o status da Ordem dos Músicos do Brasil, a situação do ECAD, as novas tecnologias e novos modelos de negócio em música, o ensino de música nas escolas (implementação da Lei 11.769/2008), além de estratégias para a exportação da música brasileira e o cooperativismo na área, dentre outras ações. “É importante debater assuntos prementes para o setor e colher contribuições de diferentes especialistas que expressem suas opiniões. O intuito é enriquecer o encontro e adotarmos as medidas possíveis na concretização das propostas”, afirmou Antonio Grassi.


 Este blog: incrível que existe gente que ainda acredita na funarte! a OMB foi uma das formas para a Funarte existir, no entanto, vieram os ecad, cooperativas de músicos do Brasil e a Funarte não pode e nem pôde ajudar uma pulga malabarista.
o pior é que ela esta, em velocidade, matando nossas bandas, nossa cultura...

VAMOS PARAR DE DIZ QUE FIZ, QUERO SABER O QUE HOUVE COM AS BANDAS SAMBERNADENSES... concurso da funarte? piada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário