domingo, 27 de janeiro de 2013

Queremos o VAI (Valorização de Iniciativas Culturais)





Por que não podemos contar com o VAI? O que nos detém ? O que detém a própria administração de políticas publicas em relação à Cultura?

Atual Secretário da Cultura Osvaldo de Oliveira Neto

Talvez uma desculpa desconexa, mas vale a pena mencionar: Todo convênio é reconhecido por ele (a prefeitura) por 5 anos e este convênio que temos, este convênio foi conseguida  e lançada em 2008 , onde existiam apenas departamentos,  época de Celso Fratesh , o primeiro secretário daqui de SBC. Na época , no lançamento do edital, não foi conseguido os 15 pontos necessários, então ficou  e foram premiados os 10 e lançariam os restantes (5) no próximo ano, em 2009. Não podiam  premiar os outros pois a PGM do município não deixou...
Mas e o agora??? Depois das eleições, depois de eleito, depois de pego os cargos, e na virada do ano já foi mandado novamente do edital, o pedido a PGM, sabendo-se que tem dinheiro em caixa, tem juros, temos tudo, é possível sim.
Mudamos de ano e pudemos novamente ter o VAI e tantas obras. O ano entrou e a PGM, inclusive é importantíssimo ter pessoas do grupo nesta nova comissão onde não há ninguém e a prefeitura está e pode chamar pessoas com compromissos voltados à cultura desde grupo.(lembrando que não sabemos que entra nesta empreitada... será que conhece pelo menos uma página de cultura?)

Celso Frateshi ex Secretário da Cultura de SBC 2009

Fechando o comentário, o VAI não tem nada a ver com os convênios, mas tem a ver com os conselhos municipais e, indo para este ano, os conselhos municipais dizem se pode ou não, no caso do VAI, como o Conselho Municipal não estaria formado seria ILEGAL usar o dinheiro. Subtende que o dinheiro está lá, parado e ninguém para dar um conselho de para onde deve ser colocado ou investido... Não seria uma questão de Orçamento Deliberativo Participativo, a tal OP que foi implementada com alguns sucessos e outros desgostos pela população?
Leopoldo Nunes Ex Secretário da Cultura de SBC até 2011


A briga toda está em fazer ou não fazer o VAI (Valorização de Iniciativas Culturais), está também em atender a cultura de SBC com pessoas ligadas a SBC, está em nutrir as informações  para passar aos cidadãos, está em colocar pessoas que sabem da real necessidade de SBC em termos culturais e, essas pessoas são aqueles que estão na mesa, discutindo pontinho por pontinho, e por isso saiu a discussão.  A discussão foi boa para acordar!

Histórias de Secretaria da Cultura de São Bernardo do Campo, quem já passou ou foi secretário!

Celso Frateshi (o primeiro e o mais odiado)
Leopoldo Nunes (o melhor que tivemos)
Frank Aguiar(apenas seguiu uma pasta, diga-se de passagem, vazia)
Neto(que seria adjunto)

FAZEMOS PARTE DA CULTURA, TEMOS UMA MEMÓRIA A SER PRESERVADA, AS ARTES MÚSICA E CULTURA PRECISAM DE VOCÊ , LEIAM , COMENTEM E SIGAM ESTE BLOG!

Nenhum comentário:

Postar um comentário