domingo, 23 de dezembro de 2012

Secretario da Cultura de SBC, responde algumas perguntas, em especial" O CLM"


O Secretário da Cultura responde, e talvez responda algumas indagações vindas dos outros textos .
Em primeiras considerações, Neto menciona que o movimento de teatro e arte cirsence , nasce dentro da sua administração, tendo contatos com São Paulo e apoiando, dando sugestões e ele foi ativo nas partes que dizem a respeito do chapéu (recolhimento para quem quisesse oferecer) que na segunda semana de Dezembro a Folha de São Paulo já coloca em suas edições a Lei do Fomento, que participou muito deste processo político e uma coisa ele pode dizer, o que levou ele, o Secretário Neto, foi a certeza de que quando o artista de São Bernardo do Campo precisar falar o Neto artista, ele estará lá, como tal, diz o Secretário da Cultura Neto, foi o que levou a ele ter esse bate papo com os artistas de SBC por que se ele estiver como Secretário da Cultura em São Bernardo do Campo, ele não irá para outro lugar, completou. Estando fora, irá fazer sua área na mesma companhia de teatro, de onde ele veio. Isso é só para deixar claro o que poderá acontecer daqui algum tempo.... uma pequena explanação da alegria em ter nós discutindo cultura em tantas áreas que ela abrange.

Respostas: Sobre o Procópio Ferreira,um local que será centro cultural e uma coisa que quer deixar bem claro é uma briga com o Governo, é a fala o que mantém uma ação cultural ou uma atividade cultural não é o prédio, mas logicamente nós deveríamos ter nossos equipamentos.
Hoje , antes de pensar nossos equipamentos, temos que recuperar o que nós tínhamos e há uma certa mudança em relação a visão do que é uma biblioteca, pois a biblioteca não é mais uma biblioteca tão somente, ela é um Centro Cultural, é um local de convivência , relacionamentos. Mencionou  na lista dos que receberão equipamentos , a biblioteca Monteiro Lobato, mas os próximos investimentos serão para o Procópio Ferreira e o término do teatro do Pavilhão Vera Cruz, uma coisa que dá por volta de 800 cadeiras (consideravelmente boa se for falar que nunca se havia gasto um tostão pelo espaço).
No teatro Martins Pena: Nas mudanças de Secretarias, e o vai e vem, a pasta do CLM foi criada em 2010 com o maior número de inscrições a um nível ótimo. Não querendo comparar coma Fundação das Artes de São Caetano do Sul, que é ponto de referência nacional e talvez Latina Americana em todas as artes, a Fundação das Artes fica em uma cidade que é um cubo e a Fundação das Artes é conhecida a décadas, mais de 35 anos eu posso garantir como a melhor!
Logicamente o Teatro Martins Pena, que hoje chamamos de CLM ( Centro Livre de Musica) deverá passar por reformas, estruturais, financeiras, administrativas, pois foram tantos mandos e desmandos que ocorreram, Secretarias que mudam até o Neto pegar a “batata quente”... em 2009 começa com o CLM, em 2010 entra o Marcelo depois o vice prefeito Frank Aguiar é empossado da pasta, até passar nas mãos do atual Secretário da Cultura, Neto. Quando há tantas mudanças, não existe um plano definido, o planejamento fica a mingua, tirando de uns dando aos outros.
Meu comentário sobre este trecho: Neste caso tenho que dar a mão a palmatória à Eduardo Veríssimo opositor à situação , de uma comunidade orkutiana, que disse em alto grife ... São Bernardo não tem planejamento, no entanto, este membro tava pouco se lixando para a Cultura, mas levando em conta,  foi isso mesmo o que aconteceu na Secretaria da Cultura nestes 4 anos.
Voltando ao que Neto diz... Quando não se tem um planejamento definido contínuo das obras, lamento dizer, mas as coisas caem.
A Orquestra que fizemos agora e que não está mais com a gente, e Neto ressalta, e tomara que não venha , pois na minha gestão como secretário, fui sim procurar as bandas, fui conversar com a Corporação São José, sociedades, comunidades, blogs, ongs de cultura de São Bernardo do Campo, por que? Eu queria fortalecer os músicos da cidade,  não dá apenas o projeto lindo do Maestro Julio Medaglia. Mas Neto completa, “Não é o Rei vindo para as terras dos Tupiniquins ensinar o que deve ser feito” e principalmente na música e até onde estamos, Baeta Neves, temos uma história da música aqui, podemos falar de Bocato, Walter Sky, Claudinho Baeta e tantos outros e mais dezenas de músicos. Neto coclui  esta parte que para São Bernardo do Campo deveremos ter um desenho com os músicos da cidade, qual será o desenho para fortalecer os músicos da cidade?
Eu , Mozart, conto mais de 900 músicos em SBC veteranos mais os que se formaram no decorrer destes 30 anos, que não foram de bandinhas, mas de bandas de baile como Tato, Ricardo... irmãos da dona do Estúdio 52... Centenas de músicos São Bernadenses estão em tournê ou dando aulas em conservatórios, a maioria são maestros, arranjadores, músicos, exercendo o papel de professor também... São Bernardo começou a perder a indentidade com Aron Galante e Walter Demarchi e depois foi quedas após quedas quando tentou-se dar uma iniciativa em 1991, concurso que poderia dar um Hino a SBC, pois até agora temos o Hino da emancipação de São Bernardo do Campo...
Foi feita a música e letra... esta letra era grandiosa e dizia tudo de SBC, nossos lagos, rios, florestas e muito mais, assim disse quem fez a musica. A musica foi feita em cima desta linda letra e ganhou na época 10 mil(?) Porém, ninguém ouviu a música, não sabe como ela é, não degustou a letra... estes dois compositores, letra e música são do Baeta Neves, porém a música foi embargada pela câmara de vereadores da época.
Vamos ao Neto agora... Muitos dos músicos, não tem dinheiro de ir e voltar ao local, e não adianta a prefeitura investir em instrumentos ou dar instrumentos (patrimônios da cidade)  e não dão apoio... tivemos uma atividade com a Corporação Musical São José, na parada cívica, onde o Maestro Luca ligaram e disseram, é pela primeira vez que uma administração nos dá apoio, Neto disse aos músicos da São José, tomem sua coca e peguem sua bola.....
Neto para concluir a pauta de música, disse am alto e bom som: Então eu digo aos músicos, se organizem para que a grana não fique na mão da gestão, tem sempre uma boa verba embora fazemos de tudo para a cultura com os poucos recursos fornecidos, mas que o pouco que venha, não seja usado em outro local... A gestão cometeu muitos erros, mas teve acertos, precisamos ver este balanço, precisamos definir quer seja em OP ou em Encontro Cultural, para onde irá nossos recursos.
Eu Mozart, particulamente:Sei que o músico que tem carreira ou depende da gestão, quer seja ela, NÃO... SE ... METEM... EM ... POLÍTICA.
Não menciono alguns nomes aqui mas eles dependem da administração conceder uma vaga, já que este sabemos , é popular , conhece muito e este jogo de interesses políticos pode lhes tirar a chance de conseguir um novo trabalho, pois mexeu em caixa de marimbondo.
De volta ao fórum...
Neto responde Mozart, eu não disse que aqui não se forma músico, ele disse que em uma escola nem sempre irá formar um artista, pois as chances deste artista virar um profissional é bem remota. Existem artistas que nunca foram a uma escola, e são 10... existem alguns que passam a vida inteira estudando e não tem 1%... o artista vem na pele, corre o sangue.

SOBRE MÚSICA APARENTEMENTE É SÓ, LEMBRANDO QUE MUSICOS DEVEM SE ORGANIZAR E A PREFEITURA , GOVERNO DEVE APOIAR MESMO AQUELE QUE NÃO O APOIA NO PARTIDO... DEVE APOIAR COM CIDADÃO!
 
Grupo FACA (Fórum Aberto de Cultura e Arte)clique  no facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário