sábado, 12 de novembro de 2011

EJA- Uma volta a escola sem medo


Falar de arte nunca é demais, principalmente quando há entidades  responsáveis em dar cultura, artes e até música para os cidadãos. Lembramos que estas oficinas em grande maioria, além de serem  artísticos, profissionalizam pessoas e dão diplomas para os que estão estudando determinado curso.

Tive a oportunidade de conhecer o curso de pintura (casas, paredes) que é muito interessante e dependendo da criatividade ou do dom artístico que mora dentro de você muitas coisas lindas poderão surgir, profissionalizando ao máximo que um curso de 200 horas pode dar.

Esta entidade que falo é o EJA(Educação de Jovens e Adultos), que logo fala: “Fica difícil de saber quem somos nós, nossas vozes não são ouvidas, nossas histórias não são contadas” e porque dizem isso?
Simples :Você conhece o EJA?

Vou passar algo para que vocês leiam, mensagens do EJA...
A impressão é que ficamos perdidos no tempo, enquanto as outras pessoas estudavam nós tivemos que trabalhar para ajudar a nossa família, ou trabalhamos para sobreviver. A vida nos colocou barreiras ao longo do tempo, tivemos que lutar de todas a maneiras para poder suportá-las , e a escola sempre ficou distante, isolada de nossas vidas. Muitos de nós casamos , formamos uma nova família, novos obstáculos e novas experiências com dificuldades. Depois ficamos sabendo que somos milhares espalhados por todo o imenso Brasil, no interior e nas capitais, perdidos em tudo quanto é lugar. O tempo foi passando e as coisas foram mudando, o mundo da gente ai a fora cresceu demais, DVD, carros modernos, celulares e os tais computadores? Nossa, hoje estão em volta da gente  o tempo todo de todas as maneiras, cada vez mais controlando tudo na nossa vida. Quando menos a gente espera, pronto, o tempo passou, não somos mais jovens, e quando somos jovens  parece que envelhecemos mais depressa, deve ser a responsabilidade diante das dificuldades  da vida, vocês não acham?
Voltar a estudar, ou para muitos de nós, estudar agora, hoje, com tudo mudando tão rápido em volta da gente, e a família? Maridos, esposas,filhos, netos, você não imaginam como é difícil tomar esta decisão, “vou estudar”? E a escola? Estranha no começo, até assusta, professores, professoras, chegar sempre no mesmo horário, sentar nas carteiras, esperar o “recreio” ( era assim que chamavam antigamente), horários, regras, obrigações, deveres , puxa como é difícil . Muitas vezes cansados , depois de um dia de trabalho, no emprego, ou procurando um emprego, porque muitos de nós somos desempregados. Ou então o trabalho de cuidar da casa , da família , marido ou esposa, filhos, netos e por ai vai e de noite ir para escola. Dá uma vontade de desistir!!! A gente agüenta, luta contra o desânimo, e sem perceber fazemos novos amigos. As professoras e professores são atenciosos, se preocupam mesmo com a gente, tem bricadeiras, damos muitas risadas, então dá vontade de ir para a escola. Ver o pessoal, saber das histórias, das alegrias e tristezas de cada um de nós, nossa, é como descobrir um novo mundo, uma nova vida....

Logo tirarei fotos para verem como é em todos os cursos que são fornecidos no EMEB Jardim Thelma



As paredes da escola é nosso local de trabalho e estudo, em todos os cursos há sempre uma visualização tua que ficará até a próxima turma chegar, onde o professor irá deixar a parede preparada para outros que virão.

Eu sou do EJA, sou do CLM, Centro Livre de Música, sou das oficinas de artes de São Bernardo do Campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário