quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Ciclos de Patrimônio Cultural: Discutindo o PATRIMÔNIO IMATERIAL




Se é o que eu entendi, Patrimônio Cultural imaterial  ou intangível  é uma das formas que damos nomes a certas relíquias da cidade. São expressões Culturais e tradições de um determinado grupo de pessoas (bandas, fanfarras, grupos de dança, atores, escritores etc etc)que preservam em respeito da sua ancestralidade e que são exemplos contínuos para as futuras gerações. Alguns dos exemplos que posso dar são os saberes, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações(dos carroceiros, data de aniversário da cidade), festas, danças populares (citando uma: a capoeira) lendas, músicas, costumes e outras tradições.
Como músico de bandinhas de São Bernardo do Campo e representando a cidade em vários estados inclusive em Brasília, não sei qual seria minha classificação. A cidade era a cidade das Bandas onde havia uma das mais velhas com seus músicos velhinhos a Corporação Carlos Gomes e tinha também uma das melhores Bandas Infanto Juvenis  a Banda Municipal Infanto Juvenil do Rudge Ramos. Esta banda era uma das melhores do país. São Bernardo tinha várias Bandas, no total de 7 sem contar a Banda sinfônica Municipal. Acredito que isso seja um grupo de indivíduos que deve ser respeitado pela Secretaria de Cultura. Mesmo se ela deixou de existir, que foi por causa das administrações anteriores, devem ser lembradas, com nomes e tudo que mais lhe cabe. Então acho que eu seja um patrimônio cultural imaterial.
No dia 1° de abril de 2009, houve no plenário de SBC-SP  discussões  sobre o 1° encontro cultural de São Bernardo do Campo, digo que até agora nada foi feito, e ao contrário, muitas coisas foram desfeitas. Três delas foram a Banda Mirim com 60 alunos, a Banda Jovem com 30 alunos e a diminuição dos membros da Banda Sinfônica Municipal de 35 membro para 12, ou 11 pois 1 se aposentou.... O Centro Livre de Musica “CLM” que dava aulas gratuitas de teoria musical e instrumento como oficina cultural, este ano não se pronunciou . O CLM dava aulas até de piano.
O CLM não sei o que é, se é um Patrimônio Cultural Imaterial ou Material, pois se for falar do local, é material, isto é óbvio, mas se for retratar o que ela significa, o que se passa lá dentro, creio que seja  imaterial.


Da mesma forma que a famosa Banda Metalurgia, em minha época, com meu amigo Bocato esteve como um patrimônio e uma memória musical, as bandinhas também são.


A FALTA DE VONTADE POLÍTICA É UM PATRIMÔNIO IMATERIAL QUE A ANOS ASSOLA NOSSA CIDADE DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

Mozart Faggi

Um comentário:

  1. Nada de haver um respaudo, prefeitura está mesmo pensando que somos trouxas.

    ResponderExcluir