terça-feira, 5 de julho de 2011

Banda Jazz Sinfônica de Diadema toca no sábado (9) e domingo (10) no 45º Montreux Jazz Festival, na Suíça

Por Assessoria de Imprensa



A 45ª Edição do Montreux Jazz Festival começou na última sexta-feira (1º) e até o dia 16 de julho promete, como sempre, trazer boas novidades do cenário músical. O festival é um dos mais importantes eventos mundiais de Jazz e o Brasil não vai ficar de fora. Com um dia dedicado à música brasileira, 9 de julho, artistas nacionais vão dar o tom verde e amarelo ao encontro. Entre as atrações do País está a Banda Jazz Sinfônica de Diadema (BJSD), cidade da região metropolitana do Estado de São Paulo, que se apresentará pela primeira vez em palcos internacionais.

Com dez anos de formação, a Banda Jazz Sinfônica de Diadema é conhecida pelo repertório variado, com músicas de compositores clássicos e populares.  A primeira apresentação do grupo será na tarde do dia 9, ao ar livre, no Parc Vernex, instalado dentro do complexo de shows do Festival suíço (www.montreuxjazz.com/2011). O público poderá conferir o repertório Brazzilidades, elaborado especialmente em homenagem aos artistas Hermeto Pascoal, Moacir Santos e Egberto Gismonti, além de composições dos seus próprios integrantes. E também poderá conferir o espetáculo no dia 10, quando o grupo se apresentará novamente. A participação no Festival conta com o patrocínio da empresa Vale Fertilizantes.

Com arranjos modernos e criativos, o trabalho da Banda assemelha-se ao das formações tradicionais das Big Bands norte-americanas dos anos 1940. A peculiaridade do som fica por conta de uma seção de madeira, caracteristicamente sinfônica – fagote, oboé, clarinete, flautas (2) e trompa –, somada aos saxofones (5), trompetes (4), trombones (4), além de uma sessão rítmica com piano, guitarra, baixo, bateria, tímpanos/vibrafone e percussão. No total, a Banda é composta por 26 músicos. Criada em 2001, a Jazz Sinfônica é um grupo profissional da Secretaria de Cultura de Diadema, com parceria da Associação Musical de Diadema.

Orgulho – Com um repertório de qualidade, a Banda é referência na política cultural desenvolvida pela Prefeitura. Para o prefeito de Diadema a participação no Festival faz jus ao trabalho dos músicos e está sendo comemorada na cidade. “Diadema orgulha-se de ter um grupo com a qualidade da Jazz Sinfônica. A trajetória musical, repertório e empenho fazem com que o resultado de cada espetáculo seja uma surpresa agradável. Sempre é possível ouvir novos arranjos e  músicas. É esta criatividade que o público de Montreux vai poder conferir”, acrescenta o chefe do executivo.

Ao longo da sua história, a BJSD já participou de uma série de eventos dentro e fora de São Paulo, acompanhando vários instrumentistas renomados, como os trombonistas Raul de Souza e Itacyr Bocato Jr, o pianista Arthur Moreira Lima, Chico Oliveira, Fabiana Cozza e Vânia Bastos, entre outros nomes de peso da música nacional.

Em dezembro de 2009, em comemoração aos 50 anos de Diadema, a Banda Jazz Sinfônica gravou seu primeiro CD, Noel Rosa. Além de comemorar o aniversário da cidade, o CD simbolizou homenagem ao centenário do compositor carioca, autor de mais de uma centena de composições.

O trabalho foi o cartão de visita da Banda para ingressar no rol dos artistas participantes do Montreux Jazz Festival. “Um ano após o lançamento, enviamos uma carta à organização do festival, junto com o CD Noel Rosa, sugerindo nossa participação. Ao final de fevereiro deste ano, recebemos o convite formal para participar”, comemora o produtor musical Paulo Assis.

Este caminho traçado pelo grupo é comentado pelo maestro norte-americano e diretor musical, Todd Murphy. "Buscamos trabalhar música de alto nível, que envolva pessoas de todas as faixas etárias e classes, em uma mistura do ritmo americano com a originalidade da música brasileira". Formado pela Universidade de Miami e à frente da banda desde 2005, Todd comandará a execução de obras como Novo Brasileiro, De Bahia ao Ceará, Yolaine, Candango, Kamba, Para Todos os Santos, Aquarela do Brasil, Quem Ri Melhor, Fita Amarela, Palhaço e Frevo, que integram o set list das apresentações.

Outras atuações da Banda envolvem concertos didáticos para a juventude e idosos e participação em alguns projetos e parcerias. “Realizamos projetos de sensibilização musical e formação de público. Com a repercussão das apresentações, pretendemos  nos  aproximar mais ainda  dos cidadãos  e colaborar com o desenvolvimento musical dos jovens”, explica Paulo Assis, produtor musical da BJSD.

Cidade cultural - Diadema tem uma política pública voltada à difusão das várias linguagens culturais, ao mesmo tempo em que procura ampliar o acesso da população a espetáculos e aos processos de produção. Uma rede de equipamentos públicos e de profissionais qualificados dá suporte a esta política. Além das 11 Bibliotecas, 10 Centros Culturais e um Cinema Municipal com a programação feita em parceria com a Cinemateca Brasileira, o município conta com o MAP (Museu de Arte Popular), o Teatro Clara Nunes, o Centro de Memória e de 30 Pontos de Cultura em parceria com o Ministério da Cultura. Nestes espaços são promovidos espetáculos e atividades de formação.

Na área musical, além da Banda Jazz Sinfônica, o município conta com uma Casa de Música com 750 alunos, uma Lira Musical e um coral juvenil. A cidade também é reconhecida pelo trabalho dedicado à dança, por conta do trabalho da Companhia de Dança de Diadema, divulgadora do estilo contemporâneo, e com a Casa do Hip Hop, que trabalha com a juventude os quatro elementos do movimento – MC, Grafite, B. Boys e DJs. Ambas as experiências, de reconhecimento nacional e internacional, reúnem um suporte de profissionais especializados e estão consolidadas como produtos culturais da cidade, tanto no aspecto da produção de espetáculos quanto no processo de formação, por meio de oficinas e workshops.

Serviço

Apresentações da Banda Jazz Sinfônica de Diadema no 45º Montreux Jazz Festival 2011

Datas –   Sábado, 9 de julho, às 17h;
Domingo, 10 de julho, às 13h (horário da Suíça)
Local – Parc Vernex

Nenhum comentário:

Postar um comentário