sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Você conhece a história ou memória de sua cidade?


As Bandas

As Bandas estão presentes em quase todas as cidades e municípios brasileiros.Sendo um conjunto formado por instrumentos de sopro e percussão, na maioria das vezes, se constitui por munícipes interessados em dar vazão ao seu potencial artístico. Por outro lado, ao lado das Bandas espontâneas, que são a maioria, existem as Bandas Municipais que podem contar ou não com elementos contratados e que prestam um serviço profissional, seja em atos cívicos, inaugurações, etc... Há ainda, as corporações ligadas ao Exército e à Policia que atuam  num contexto, em que esses grupos surgiriam há muito tempo atrás. Inspirados no rufar dos tambores, na melodia solene das cornetas, as Bandas foram se desenvolvendo em inúmeras versões, que incluem as filarmônicas, marciais, sinfônicas entre outras... Quando a Banda vai para o coreto o som de dobrados e marchas invadem as praças de modo convidativo. A meninada não resiste e são inúmeras as Bandinhas onde crianças e jovens realizam seu sonho; botar a mão em um instrumento e vestir uma farda.
A exceção das Bandas Milicianas, São Bernardo já abrigou várias versões de Banda. Atualmente São Bernardo possui uma Banda Sinfônica Municipal onde os músicos são profissionais. Há também as bandas Infanto-Juvenis, as escolas organizam fanfarras e prêmios nos concursos superlotam as prateleiras dos grupos sociais. Com o instrumental modesto, geralmente doado pela Prefeitura nas mãos de dedicados, maestros às Bandas e Bandinhas de São Bernardo, sem duvida são uma verdadeira atração na cidade.

Fotos de uma Fanfarra em 2007, (informativo prefeitura de São Bernardo)

Aos historiadores: Talvez falte um pouco de conhecimento, por isso existem historiadores fabulosos em SBC!
O blog: Eram várias bandas musicais,dezenas de Marciais, toda escola tinha uma fanfarra, hoje, temos uma sobrevivente Corporação Filarmônica São José (não porque a gestão manifestou seu interesse, mas porque ela deixou de ser uma banda ligada à prefeitura), a próxima banda são as que não se exibem, por falta de coro ou de técnica, são elas a Banda Sinfônica Municipal de São Bernardo do Campo, com apenas 10 elementos, e uma junção entre um projeto antigo e que não deu em nada( temos duas bandas ou três) Dentro da Corporação Filarmônica Carlos Gomes, onde abrigavam músicos militares com idades consideráveis. Nesta Corporação, uniu-se as duas Bandas Mirins (60 músicos) e a Banda Jovem(30 músicos), sem contar que existem certas Bandas vivas, porém mortas, como a Orquestra de sopro, Corporação Musical Filarmônica Maestro Pedro Salgado(que doou todos os instrumentos para a Banda Mirim do Baeta, que por sua vez doou para a Banda Mirim de SBC) a Banda que fazia a Cidade das Crianças(desfeita em 2003, mas continuou tocando nas ruas). Esta matéria que foi publicada na gestão do prefeito Tito Costa, deu um pouco do passado e este blog pretende colocar na Internet, pois, informação é cidadania é educação
Este blog viveu o passado, sabe décor algumas das fases, mas para melhorar algumas das situações, precisa é claro, que os músicos que não são poucos, se manifestem.
A história Sambernadense na música é linda, porém, como toda gestão irá dizer, esta não é a nossa realidade no momento.
Músicos Batateiros(Sambernadenses), não caíram na onda das drogas, nunca foram ruins nas escolas, passavam de ano por merecer e não por continuidade... isso não interessa um município, um estado, um país? Pensem na palavra cidadania, ao menos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário